Faeb promove encontros com pré-candidatos ao governo da Bahia

Foto: Romildo de Jesus

Na primeira edição do evento, a entidade de classe recebeu ACM Neto


A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb) promoveu, ontem (24), a primeira edição do ‘Agro em Pauta’, uma rodada de encontros com os três principais pré-candidatos ao governo da Bahia, a fim de apresentar as demandas do setor agropecuário aos postulantes e ouvir deles as propostas para o segmento. Na primeira edição do evento, a entidade de classe recebeu em sua sede, no bairro do Comércio, o ex-prefeito de Salvador e pré-candidato do União Brasil, ACM Neto.

Aos presentes, Neto ressaltou a importância da entidade na defesa dos interesses do produtor rural e falou sobre os rumos que o setor deve seguir em seu eventual governo. Segundo o ex-prefeito, que frisou que órgãos estaduais que trabalham com foco em soluções e melhorias de técnicas para os agricultores da Bahia precisam passar por uma reestruturação, a atenção a esse setor está sendo uma das prioridades do seu plano de governo. Disse, ainda, que caso seja eleito vai priorizar nomes técnicos e que os produtores rurais vão trabalhar em conjunto com o governo, pois vê na agropecuária um potencial enorme para criação de emprego e renda na Bahia.

“Trouxe contribuições e reflexões muito oportunas que são primordiais para Bahia. A gente enxerga um estado cheio de força, de potencial e espaço para crescer. E o caminho está no agro, na agricultura. Por isso que um dos nossos compromissos é trazer uma gestão eficiente para a Secretaria de Agricultura. O estado tem que está perto do produtor, com uma secretaria descentralizada e que olhe para o pequeno, médio e grande agricultor sem distinção. Desde já assumo o compromisso de diálogo permanente com este segmento”, disse o pré-candidato do União Brasil que prometeu infraestrutura, segurança no campo, educação profissionalizante e técnica e assistência aos agricultores baianos.

Durante o encontro, ACM Neto, que estava acompanhando do pré-candidato ao Senado, Caca Leão, ouviu dos produtores os problemas, as sugestões e as solicitações do segmento visando melhorias para o setor. O evento reuniu produtores rurais de diferentes regiões do Estado, autoridades e profissionais da imprensa local. Na ocasião, o presidente da Faeb, Humberto Miranda, apresentou ainda o balanço do setor agropecuário e as perspectivas de crescimento para o próximo ciclo.

“A Bahia tem um potencial fantástico. Temos a maior população rural do Brasil, temos conhecimento, tecnologia e um dos melhores solos. O que a gente precisa é de políticas públicas e um diálogo contínuo com as autoridades públicas. Que possamos ter um diálogo aberto com ACM Neto, caso ele venha a ser o próximo governador”, pontuou o presidente ao lembrar que a Faeb está presente em 402 municípios da Bahia com a atuação de 89 sindicatos rurais, associações, cooperativas e prefeituras.

Segundo o porta-voz dos agricultores, no ano passado a agropecuária respondeu por R$ 94 bilhões na economia baiana e foi o setor que mais cresceu em 2021 na Bahia, com 50,3% das exportações baiana. Atualmente, o segmento emprega mais de 1 milhão de pessoas. “Diante de tudo isso, nós ainda temos um dos piores ambientes de negócios do Brasil. É preciso mudar isso. Não dá para fazer mais do mesmo e ficar esperando resultados diferentes”, apontou Humberto.

Espaço aberto

Na segunda edição do evento, agendada para o dia 17 de junho, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia receberá o Liberal João Roma. O encerramento do Agro em Pauta fica por conta do petista Jerônimo Rodrigues, com data a confirmar.

“Vamos dar espaço para que todos os três principais pré-candidatos possam vir aqui nessa casa apresentar suas propostas para o nosso segmento. Esse é um evento que fazemos todos os anos e é uma forma de entregarmos uma pauta coletiva do nosso setor”, finalizou o presidente da Faeb.


Davi Valadares/Tribuna da Bahia

Postar um comentário

0 Comentários