Ministério da Economia se posiciona favorável a bolsa caminhoneiro

Também está em discussão a concessão de um auxílio para motoristas de táxis e aplicativos

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

 

Durante as discussões com o Congresso, o Ministério da Economia se mostrou a favor da bolsa caminhoneiro com o valor de R$ 1,5 bilhão ainda para 2022.  Além disso, a concessão de um auxílio para motoristas de táxis e aplicativos também está em negociações. A avaliação na equipe econômica é de que a concessão deste subsídio é “válida”.

De acordo com o Estadão, para a equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, a bolsa caminhoneiro funcionaria como um “seguro barato” que protegeria a economia brasileira de um custo muito maior em caso da deflagração de uma greve dos caminhoneiros. 

A proposta poderá ser incluída na votação do Senado do projeto. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e senadores estão, porém, sofrendo forte pressão dos governadores e prefeitos para barrar o projeto do teto do ICMS.

Bahia.ba

Postar um comentário

0 Comentários