‘Não testem nossa paciência’, diz Rússia para Otan

A Rússia advertiu que ataques fomentados pela aliança militar ao seu território podem provocar uma escalada significativa na guerra

Foto: Ivan Sekretarev/ Associated Press
Foto: Ivan Sekretarev/ Associated Press

 

Nesta quinta-feira (28), a Rússia alertou o Ocidente de que haverá uma resposta militar dura a qualquer novo ataque ao território russo, acusando os Estados Unidos e seus principais aliados europeus de incitar abertamente a Ucrânia a atacar a Rússia.

Dois meses desde que invadiu a Ucrânia, a Rússia relatou nos últimos dias o que diz ser uma série de ataques das forças ucranianas às regiões russas que fazem fronteira com o país, e advertiu que tais ataques podem provocar de uma escalada significativa.

“No Ocidente, eles estão incitando abertamente Kiev para atacar a Rússia, inclusive com o uso de armas recebidas de países da Otan”, disse a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova, a repórteres em Moscou.

“Não os aconselho a testar ainda mais nossa paciência.”

O Ministério da Defesa russo disse na terça-feira que se tais ataques continuarem, Moscou atacaria os centros de tomada de decisão na Ucrânia, incluindo aqueles onde disse que os conselheiros ocidentais estavam ajudando Kiev.

“Kiev e as capitais ocidentais deveriam levar a sério a declaração do Ministério da Defesa de que o incitamento adicional da Ucrânia a atacar o território russo definitivamente levará a uma resposta dura da Rússia”, disse Zakharova.

A Ucrânia não assumiu diretamente a responsabilidade, mas diz que os incidentes são vingança, enquanto que a Rússia tem se referido às declarações do Reino Unido, membro da aliança militar ocidental Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), de que é legítimo que a Ucrânia tenha como alvo a logística russa.

Bahia.ba

Postar um comentário

0 Comentários