BNDES reabre garantia de crédito criada no começo da pandemia

 Retorno do programa Peac-FGI - que atende MPEs, MEIs e médias empresas - integra as comemorações pelos 70 anos da instituição de fomento

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

Portaria do Ministério da Economia reabriu, no âmbito do BNDES, o Programa Emergencial de Acesso a Crédito na modalidade garantia (PEAC-FGI). A medida, que integra as comemorações pelos 70 anos da instituição financeira, foi anunciada pelo titular da pasta, Paulo Guedes, e pelo presidente do banco, Gustavo Montezano (foto).

Nesta segunda fase, além das pequenas e médias empresas, serão apoiadas também as microempresas e os microempreendedores individuais (MEI), com a expectativa de poder alavancar mais de R$ 20 bilhões em financiamentos até dezembro de 2023.

O PEAC-FGI é um programa de garantia operacionalizado por meio do Fundo Garantidor para Investimentos (FGI), que reduz a perda com inadimplência para instituições financeiras em novas operações com o público-alvo. A iniciativa foi lançada originalmente para combater os efeitos econômicos da pandemia de covid-19. Suas contratações de financiamento haviam sido encerradas em dezembro de 2020.

O BNDES foi criado em 20 de junho de 1952. No ato que celebrou os 70 anos, o banco divulgou a Carta aos Estados, documento com a plataforma de serviços da instituição de fomento, como estruturação de projetos de concessão e fomento ao mercado de carbono, entre outras iniciativas.

Adriano Villela/Bahia.ba

Postar um comentário

0 Comentários