PE: Bolsonaro Diz Que Governador Faz “Política Com A Desgraça Do Povo”

Foto:TV Brasil 


O presidente sobrevoou, na manhã desta segunda-feira (30/5), as regiões afetadas pelas fortes chuvas no Recife, em Pernambuco


Após um sobrevoo de cerca de meia hora na região afetada pelas chuvas no Recife, em Pernambuco, o presidente Jair Bolsonaro (PL) teceu críticas ao governador do estado, Paulo Câmara (PSB). Segundo o mandatário, ele está “fazendo política com a desgraça de alguns”.

“O governador, em um momento de crise, tem que esquecer a questão política, arregaçar as mangas e vir trabalhar, de fato, para o seu povo. Não é fazer política em cima da desgraça de alguns, como infelizmente aconteceu, que perderam parentes. Esses não querem saber em quem vão votar esse ano, para qual cargo for. […] Tem que dizer que tá empenhado em defender e minorar o sacrifício e as dores do seu povo”, disse Bolsonaro.

Após o governador reclamar da falta de contato do chefe do Executivo, Bolsonaro afirmou que faltou “iniciativa” do governo Câmara para se inteirar da situação e procurá-lo, já que a ida dos membros do governo “foi amplamente divulgada”.


“Em todos os momentos que os governadores ou prefeitos me procuraram, nós atendemos. Acho que faltou iniciativa da parte dele também. Foi amplamente divulgada pela mídia a nossa presença aqui. Isso tudo aconteceu no sábado e domingo. Se o governador estava fazendo outra coisa, eu não sei. Talvez seja melhor não estar presente aqui, mas não vamos politizar essa questão”, enfatizou.

Sem citar nomes, o chefe do Executivo disse que o governador “tem o candidato dele” e que ele, Bolsonaro, respeita. Paulo Câmara é do mesmo partido de Geraldo Alckmin, PSB, que será vice-presidente na chapa do principal opositor do mandatário, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Durante a pandemia não deixamos de mandar vultuosos recursos para estados e municípios e esse estado foi um dos contemplados. Não existe nenhum município que tenha atrasado a folha de pagamento ou 13º ao longo desses anos todos. O momento não é de fazer política. Ele tem o candidato dele e eu respeito. Quem vai decidir é a população”, afirmou.

Do Contra Fatos 

Postar um comentário

0 Comentários