Novo ministro define primeira providência: deflagrar privatização da Petrobras

 

Foto: Reprodução

Sachsida quer desestatizar Petrobras e abrir mercado brasileiro de petróleo


O novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, acaba de fazer pronunciamento onde afirmou que seu primeiro ato será pedir ao ministro Paulo Guedes (Economia), que preside o conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), estudos sobre as mudanças legislativas necessárias para privatizar a Petrobras.

Segundo Sachsida, medidas estruturais, pelo lado da oferta irão “estimular o investimento privado, atrair o capital interacional e ajudar a colocar o Brasil, definitivamente, no caminho da prosperidade, com taxas de longo prazo sustentáveis”. Além da Petrobras, Sachsida também solicitou a inclusão da Pré-Sal Petróleo SA (PPSA) no Programa Nacional de Desestatização (PND).

O ministro disse ter “meta, objetivo e norte” definidos e 100% de apoio do presidente Jair Bolsonaro. Sachsida disse que o Brasil precisa de medidas estruturais para se tornar um porto seguro para o investimento.


“Medidas pontuais têm pouco ou nenhum impacto e, por vezes, têm o impacto oposto ao desejado. Nós temos que insistir na economia pelo lado da oferta”, disse.

Diário do Poder

Postar um comentário

0 Comentários