Leão explica motivo de desistir de concorrer ao Senado: ‘tenho 76 anos. Não é fácil’

Segundo ele, está com a saúde em dia, mas não aguentaria o ritmo de ACM Neto 

Foto: Gilberto Jr./assessoria União Brasil
Foto: Gilberto Jr./assessoria União Brasil

 

Nesta terça-feira (3), o vice-governador do Estado, João Leão (PP), participou de uma coletiva de imprensa onde explicou o motivo de não ser mais o pré-candidato do partido ao Senado Federal.

Ele explicou que, apesar de estar com a saúde em dias, não seria fácil acompanhar o ritmo do pré-candidato ao governo do estado, ACM Neto (União Brasil) “aguentar o ritmo do bonitão aqui, não é fácil, não, gente. Mas não é fácil mesmo. Rapaz, teve dias que nós fizemos cinco municípios em um dia. Então, é simplesmente por isso, não tenho nenhum problema de saúde. Problema de saúde, se vocês quiserem até o meu relatório médico lá do hospital, lá de São Paulo, fiz um check up lá, zero quilômetro. Então, antes de vir para a campanha, fiz. Agora, só que eu tenho 76 anos. Não é fácil”.

Segundo Leão, para tomar a decisão, escutou todas “aquelas pessoas que têm influência no nosso partido, prefeitos, presidente da UPB, todos os deputados federais, todos os deputados estaduais”. E avisou que a escolha do nome do sucessor não foi uma escolha pessoal, mas sim de consenso no partido “Nós decidimos que o meu sucessor… Não fui eu que decidi, não. Foram os bonitões lá”. 

Anderson Oliveira / Matheus Morais/Bahia.ba

Postar um comentário

0 Comentários