Morre Graça Campos, celebrada jornalista e produtora de TV, aos 70 anos

Reconhecida como grande produtora de televisão, Graça tinha uma 'agenda quente' com os contatos de policiais, bombeiros, médicos, socorristas, agentes de trânsito, secretários e políticos em geral.

Foto: Reprodução - Redes Sociais

A jornalista Graça Campos, 70 anos, morreu na última segunda-feira (4), após sofrer uma parada cardiorespiratória em Salvador. Graça atuou em alguns dos principais veículos do estado, entre eles a TV Itapoan e a TV Bahia, além de trabalhar também como assessora na Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA).

Reconhecida como grande produtora de televisão, tinha uma 'agenda quente' com os contatos de policiais, bombeiros, médicos, socorristas, agentes de trânsito, secretários e políticos em geral, tanto de Salvador quanto do interior do estado. Era também celebrada por ser uma pessoa afetuosa e paciente com novos profissionais que passavam a atuar ao seu lado.

Aposentada da imprensa, Graça abriu o bar Navona, na Pituba, caindo no gosto da clientela e se tornando tradicional ponto de encontro da cidade. O corpo da jornalista será sepultado nesta terça-feira (5) no Cemitério do Campo Santo, na Federação. 


Metro1

Postar um comentário

0 Comentários