PF deflagra operação para investigar exploração ilegal de ouro

Operação Mercúrio contou com ações no Tocantins, Pará, Minas Gerais e São Paulo

Foto: Ascom / Polícia Federal
Foto: Ascom / Polícia Federal

 

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta terça-feira (5), uma operação para investigar a exploração e comercialização de ouro nos estados do Tocantins, Pará, Minas Gerais e São Paulo.

Batizada de Operação Mercúrio, a ação contou com aproximadamente 30 agentes, que cumpriram seis mandados de busca e apreensão nas cidades de Araguaína (TO), Tucumã (PA), Uberlândia (MG) e São José do Rio Preto (SP). Na ocasião, uma pessoa foi presa por porte ilegal de arma de fogo.

Segundo a PF, as investigações tiveram início em 2018, quando um suspeito foi identificado em Araguaína. Sem autorização legal da Agência Nacional de Mineração (ANM), ele comandava esquema que extraía ouro ilegalmente em fazendas no Pará e transportava o produto até Araguaína, onde era armazenado e depois levado para São Paulo para a comercialização em joalherias.

Com as investigações, a polícia comprovou que o suspeito tinha um lucro líquido de ao menos R$ 300 mil por mês com a prática ilegal. Parte dos ganhos eram ainda revertido na compra de fazendas no Tocantis e no Pará.

Bahia.ba

Postar um comentário

0 Comentários