Bolsonaro Denuncia Ameaças De Prisão De Carlos “Por Fake News”

Foto: Divulgação

Prisão afirmou que é grave “prender um parlamentar que tem liberdade para defender o que ele bem entender”

Nesta quarta-feira (27), durante o evento Ato Cívico pela Liberdade de Expressão, o presidente Jair  voltou a criticar o  Tribunal Federal (STF) e fez um alerta. Ele falou sobre “ameaças de prisão” por fake news contra o seu filho, o vereador Carlos Bolsonaro, do Rio de Janeiro. 

Bolsonaro participou do evento que, além de defender a liberdade de expressão, também deu apoio ao deputado federal  (PTB-RJ). O parlamentar foi condenador pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a oito anos e nove meses de prisão por “críticas” a membros da Corte. No entanto, o presidente editou um decreto com um perdão ao parlamentar.

Ao comentar o “cerceamento da liberdade de expressão”, Bolsonaro falou sobre uma possível prisão. 

– O cerceamento da liberdade de expressão, o cerceamento das redes sociais não atinge somente a mim, por que quem foi meu marketeiro? Foi o Carlos Bolsonaro. Por várias vezes chegou para mim informes de ameaças de prisão por fake news – apontou.

Ele então disse que era grave prender alguém “que tem liberdade para defender o que ele bem entender”. 

– Vai prender o filho do presidente por fake news? É grave? É. Como é grave prender qualquer um brasileiro. Mais grave ainda é prender um parlamentar, que tem liberdade para defender o que ele bem entender. Isso é liberdade – ressaltou. 

Durante o evento, Bolsonaro também disse que o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), “mente” ao falar sobre o episódio envolvendo um inquérito que seria sigiloso.

Postar um comentário

0 Comentários