Cantora gospel Ludmila Ferber morre de câncer as 56 anos

Foto:Divulgação

Na noite desta desta quarta-feira (26) o meio evangélico foi surpreendido com informação que a cantora gospel Ludmila Ferber morreu de câncer aos 56 anos. A pastora que emplacou sucessos como ” Nunca pare de Lutar”, estava travando uma batalha contra a doença desde que foi diagnosticada em maio de 2018.

Na época, a cantora iniciou a quimioterapia e os médicos estimaram que teria apenas até 12 meses de vida. Em março de 2021, a pastora divulgou para seus seguidores da rede social e fãs que havia iniciando um novo tratamento contra a doença em um hospital de São Paulo.

“Hoje começo um novo processo no caminho do milagre. Por conta do aumento das células cancerígenas no fígado, precisei suspender totalmente a quimioterapia que estava tomando já há dois anos, e buscar um novo tratamento. Enfim, para a glória de Deus, eis me aqui neste primeiro dia de uma nova experiência lutando contra o câncer, e crendo e declarando a vitória sobre este gigante! Afinal, Deus vem operando maravilhas em todos os dias desta jornada. E acima de tudo, a sentença que vale em mim é : “Pelas Suas pisaduras, fomos(sou) curados(curada)” Agradeço de todo coração pelas constantes orações em meu favor!!! Sem os intercessores, eu não teria a força e a graça que o Senhor tem me dado neste caminho do milagre.

Nascida no Rio de Janeiro, Ludmilla escreveu a sua primeira composição oito anos. Ela estudou canto, violão e até teatro. Ingressou na faculdade de pedagogia na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), transferiu-se para letras. No entanto, não concluiu a graduação. Afinal, queria viver de música.

Aos 20 anos, converteu-se ao Cristianismo em um pequeno grupo em Niterói (RJ). Desde então, construiu sua vida dentro da igreja. Seu álbum “Marcas”, lançado em 1996, foi o começo de uma estrada que dura mais de 20 anos.
Ludmila, que foi casada de 1987 a 2014 com José Antônio Lino, deixa as três filhas do ex-casal: Daniela Ferber Lino, Ana Lídia Ferber Lino e Vanessa Ferber Lino.

Postar um comentário

0 Comentários