Em Pojuca, Roma reafirma compromisso de, se eleito, criar Auxílio Bahia

Pré-candidato participou da assinatura de contrato de concessão de uso e crédito rural para as famílias rurais

Foto: assessoria/João Roma
Foto: assessoria/João Roma

 

O pré-candidato a governador da Bahia pelo PL, João Roma, participou da solenidade de assinatura de contrato de concessão de uso e crédito rural para as famílias do Assentamento Ana Rosa, em Pojuca, e reafirmou seu compromisso de, se eleito governador, criar o Auxílio Bahia para complementar a renda das mais de 2 milhões de famílias baianas que já recebem o mínimo de R$ 400 com o Auxílio Brasil.

Roma pontuou, durante a solenidade em Pojuca, que o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) entregou mais de 334 mil títulos de propriedades rurais nos últimos três anos, o que supera em mais de três vezes o volume de entregas de títulos realizado pelo governo federal nos 30 anos de gestões anteriores. “Todo mundo aqui é filho de Deus e todo mundo nasceu para vencer”, disse Roma, ao participar da assinatura dos contratos, neste domingo (19).

Roma lembrou que a maioria dos assentados recebe o Auxílio Brasil e que também serão beneficiados com o Auxílio Bahia, que ele se comprometeu a criar em 2023, se eleito a governador.

“Dessas 2 milhões de famílias que estão aqui na Bahia recebendo o Auxílio Brasil, mais de 80% são chefiadas por mulheres. Vocês acham que essas mulheres sofrem pouco para criar seus filhos?”, perguntou Roma às assentadas em Pojuca.

“Programas como o que eu quero criar, o Auxílio Bahia, já têm em São Paulo e no Distrito Federal, em Brasília. Por que o governo da Bahia não faz, se tem R$ 1 bilhão para gastar com propaganda?”, questionou o pré-candidato a governador apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro.

João Roma também disse que mudará a concepção de programas sociais na Bahia que não estimulam a independência do cidadão. “É muito fácil dizer que vai fazer um programa social – dê logo na mão da pessoa, que ela sabe o que fazer com o dinheiro”, explicou.

O pré-candidato do PL ainda disse que os baianos veem muitas placas de propaganda, mas não têm retorno. “A gente vê muita placa [de propaganda], mas não vê o benefício chegar na mão da pessoa. Por isso que além de criar o Auxílio Brasil para o Brasil inteiro, chegando ao governo do estado eu vou criar o Auxílio Bahia”, declarou João Roma.

Bahia.ba

Postar um comentário

0 Comentários