Reunião entre Prefeitura e carroceiros discute substituição da tração animal e alternativas de renda para a categoria

 

A convite do prefeito Joaquim Neto, representantes da Associação de Carroceiros de Alagoinhas se reuniram com o governo municipal para debater sobre a substituição gradativa dos veículos de tração animal, bem como alternativas de trabalho às famílias que utilizam a coleta de lixo por este meio como fonte de renda. O encontro aconteceu na tarde desta quinta-feira (07), no gabinete do prefeito, e contou com as presenças do vice-prefeito e secretário de Serviços Públicos, Roberto Torres, da secretária da Fazenda, Roseane Conceição, do Chefe de Gabinete, Raimundo Queiroz, e da primeira-dama do município, Ludmilla Fiscina.

O prefeito lembrou a importância econômica desses profissionais na história da cidade, e reiterou o compromisso da gestão tanto em relação ao avanço do município na proteção dos animais, quanto ao suporte aos carroceiros.  “Nosso objetivo nessa reunião é garantir que a transição gradativa não vai deixar nenhuma família desamparada, e que juntos, trabalharemos com antecedência para readequar a situação até o final do ano de 2022”, disse o prefeito, que também mencionou as recomendações do Ministério Público Estadual para adoção de medidas nesse sentido.

O vice-prefeito e titular da pasta de Serviços Públicos, Roberto Torres, ressaltou que todo o processo será pautado pelo diálogo contínuo. “ É preciso fazer um levantamento do perfil social, para que a gestão municipal conheça as necessidades de cada família, e, assim, adotar medidas eficazes”, pontuou.

Entre as propostas apresentadas pela gestão municipal estão apoio para condutores que queiram deixar de fazer uso dos veículos de tração animal para uso de veículos motorizados, absorção da mão-de-obra por cooperativas de materiais recicláveis ou pela empresa que presta serviço de coleta de lixo no município, e a oferta de cursos de qualificação, para que os carroceiros tenham a possibilidade de buscar uma nova atividade.

Fotos: Roberto Fonseca – SECOM

Postar um comentário

0 Comentários