Sem declarar publicamente suas estratégias eleitorais, Luiz Argolo articula candidatura à Câmara dos Deputados


Filiado ao MDB, que na tarde desta quarta-feira (30), em Salvador, confirmou a aliança com o PT, o ex-deputado federal Luiz Argolo participou intensamente das articulações políticas desde as eleições municipais de 2020 e, agora, na reta final do prazo de filiação partidária, foi uma das peças importantes do intrincado tabuleiro que garantiu a coligação PT/MDB e o anúncio da chapa Jerônimo Rodrigues (PT) e Geraldo Junior (MDB).

Nos bastidores, há muito tempo, apesar das idas vindas da decisão de disputar ou não uma cadeira na Câmara dos Deputados, Luiz Argolo passou a ocupar ou reocupar espaços políticos e atuou intensamente nas eleições municipais de novembro de 2020.

De alguma forma, se cacifou com as vitórias alcançadas por seus correligionários em vários municípios, mas suas estratégias ainda não são conhecidas.

O fato é que no MDB, que também conta com o médico Fábio Villas-Boas, o ex-deputado tem chances reais de retornar ao parlamento federal.

A direção do partido na Bahia trabalha para eleger dois deputados: Argolo e Villas-Boas.

Há, também, uma antiga informação que circula nos bastidores: o senador Jaques Wagner, ex-governador (2007/2014), gosta muito de Luiz Argolo.

Se vai ajudá-lo não se sabe, mas a simpatia e carinho que tem pelo ex-deputado podem ajudar na disputa por uma das 39 cadeiras baianas na Câmara Federal.

Ao que tudo indica, Luiz Argolo tomou a decisão de participar de mais um pleito. Com uma vantagem: é muito querido no meio político
.

do Alagoinhas Hoje

Postar um comentário

0 Comentários