Bahia se pronuncia após caso de racismo envolvendo Luiz Henrique na Fonte Nova

O vídeo foi postado em uma página de torcedores no Instagram, conhecida como "Bahia mil grau".

Foto: Divulgação, EC Bahia
Foto: Divulgação, EC Bahia

 

O empate entre Bahia e CSA por 1 a 1, na noite desta quarta-feira (16), foi marcado por uma acusação de racismo. O lateral esquerdo Luiz Henrique, do Bahia, foi vítima de um torcedor do próprio tricolor, enquanto realizava o aquecimento ao lado do gramado.

Em uma filmagem que circula nas redes sociais, um dos aficionados pelo clube faz “piadas” com o cabelo do atleta. Durante o vídeo, é possível ouvir o torcedor mandar Luiz Henrique cortar o cabelo por ser feio.

Confira:

O vídeo foi postado em uma página de torcedores no Instagram, conhecida como “Bahia mil grau”. Após o término da partida, a assessoria de comunicação do Esporte Clube Bahia lamentou o ocorrido. Por meio da conta oficial no Twitter, o time afirmou que vai buscar identificar o torcedor para tomar as medidas cabíveis.

“O Esporte Clube Bahia vem a público lamentar, repudiar e informar que investigará o caso de racismo ocorrido nesta noite contra o nosso atleta Luiz Henrique, baiano da Ilha de Itaparica. Através da imagem do episódio, buscaremos identificar o torcedor e tomar as medidas cabíveis”, disse. O Esquadrão acrescenta que já acionou a Arena Fonte Nova para buscar mais imagens que ajudem na identificação do(s) envolvido(s) e também utilizará a lista de sócios aptos ao jogo de hoje para não deixar por isso mesmo essa constrangedora situação”, informou o Bahia.

Postar um comentário

0 Comentários