Pescadores confessam ter matado e esquartejado Bruno e Dom, diz TV

Segundo apuração da TV Band, Dom e Bruno flagraram Amarildo e Oseney fazendo pesa ilegal do pirarucu e acabaram sendo capturados e mortos 

Foto:Funai

O indigenista Bruno Pereira e o jornalista Dom Phillips foram mortos e esquartejados, segundo apuração da TV Band. Oseney da Costa de Oliveira, conhecido como “Dos Santos”, confessou o crime e agora está com os policiais para localizar o local onde os restos mortais foram deixados. 

Oseney e e Amarildo dos Santos, o “Pelado”, foram flagrados por Dom e Bruno fazendo pesca ilegal de pirarucu. Acabaram sendo rendidos pela dupla, assassinados e tiveram os corpos esquartejados e incendiados, segundo a Polícia Federal.

A Polícia Federal investiga se a pesca ilegal dos irmãos era feita para abastecer o tráfico de drogas na região, segundo apuração de Valteno de Oliveira e Yan Boechat, da BandNews. 

A região do Vale do Javari, no Amazonas, serve de rota para o tráfico de drogas vindo do Peru, que faz fronteira com o Brasil.

Nesta quarta-feira (15), Osoney da Costa Oliveira disse que ele e Amarildo dos Santos mataram Dom Philips e Bruno Pereira no dia 5 após serem flagrados pescando ilegalmente. Os corpos teriam sido decepados e queimados na terra indígena do Vale do Javari, na Amazônia. 

Metro1

Postar um comentário

0 Comentários