ACM Neto diz que definição do vice só depois do 2 de Julho

Tribuna da Bahia

Pré-Candidato ao governo da Bahia, ACM Neto (União Brasil) disse que o anúncio do postulante a vice-governador na chapa ficará para depois do 2 de Julho


Pré-candidato ao governo da Bahia, ACM Neto (União Brasil) disse que o anúncio do postulante a vice-governador na chapa ficará para depois do 2 de Julho, quando se comemora a Independência do estado. Segundo o ex-prefeito soteropolitano, após os festejos, ele irá retomar o diálogo com os partidos aliados para definir o último integrante da majoritária oposicionista.

Neto ressaltou que tem até o dia 5 de agosto, prazo final para a realização da convenção partidária, para definir o vice. “Não tenho conversado com os partidos recentemente sobre o tema. Vou deixar passar o São João e o 2 de Julho. E, a partir daí, vou retomar as conversas com os partidos aliados. Provavelmente, nós teremos nove ou 10 partidos integrando a nossa aliança, e é natural que a gente respeite os posicionamentos deles, que a gente possa ouvir esses partidos para a escolha. Também estou fazendo avaliações qualitativas e quantitativas, como sempre faço, internamente. De certa forma, ajudam também a trazer luz sobre o perfil, sobre o que as pessoas estão pensando em termos de futuro. Essa decisão não sairá antes do 2 de Julho. Só vamos retomar as conversas a respeito da definição da vice ou do vice a partir do 2 de Julho, e aí o prazo realmente é dia 5 de agosto. Ainda não fechei a data da convenção, mas provavelmente deverá acontecer no 5, que é o último dia para as convenções. Até lá, nós teremos a possibilidade de escolher o vice”, disse Neto. A informação é da CBN Salvador.

O pré-candidato a governador declarou ainda que o seu vice precisa ter “força política e respaldo partidário”. Hoje, o partido Republicanos – ligado à Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) – é considerado favorito para indicar o nome. Três nomes da legenda competem pelo posto: os deputados federais Marcelo Nilo e Márcio Marinho, e a presidente licenciada da União dos Vereadores do Brasil na Bahia (UVB), Edylene Ferreira.

“Se nós vencermos as eleições, a partir de 1º de janeiro, eu vou ter que governar a Bahia por quatro anos. E tenho que ter ao meu lado alguém que me traga tranquilidade, segurança, condições de ajudar a governar o nosso estado. Acho que esse é o primeiro ponto. O segundo ponto tem que ser alguém que gere agregação político-partidária. Não interessa em que partido está, não interessa se é homem ou mulher, não interessa para o time que torce. Interessa que seja alguém que possa gerar agregação”, salientou.

Agenda

ACM Neto e o pré-candidato ao Senado, Cacá Leão (PP), participaram na última quarta-feira da abertura oficial da festa de São João de Itaberaba. Foi o primeiro evento junino que ACM Neto e Cacá Leão participaram como pré-candidatos, e o primeiro encontro público desde que o prefeito de Itaberaba, Ricardo Mascarenhas (PP), declarou apoio ao pleito do ex-prefeito de Salvador. Em seguida, Neto e Cacá visitaram a região da Chapada Diamantina.


Rodrigo Daniel Silva/Tribuna da Bahia

Postar um comentário

0 Comentários