União Brasil libera apoio a Bolsonaro mesmo com pré-candidatura própria, diz jornal

O presidente da sigla, Luciano Bivar, irá lançar oficialmente sua pré-candidatura ao Palácio do Planalto nesta terça-feira, 31, em um ato simbólico

Foto: Toninho Barbosa/ União Brasil
Foto: Toninho Barbosa/ União Brasil

 

Apesar de ter uma pré-candidatura própria à presidência da República, o União Brasil liberou o apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PL) já no primeiro turno, segundo o jornal O Estado de S. Paulo. O presidente da sigla, Luciano Bivar, irá lançar oficialmente sua pré-candidatura ao Palácio do Planalto nesta terça-feira, 31, em um ato simbólico.

De acordo com a publicação, a ideia é que Bivar entre no páreo apenas para negociar a retirada da candidatura mais adiante. Integrantes do União Brasil dizem, ainda segundo o jornal, que a ofensiva para ter Bivar como candidato reflete uma estratégia que tem como objetivo rachar a terceira via e auxiliar na tentativa de reeleição de Bolsonaro.

Na prática, o União Brasil já abriga muitos apoiadores de Bolsonaro.

Inicialmente o União Brasil fazia parte do grupo da terceira via, composto pelo MDB, PSDB e Cidadania – legendas que se autointitularam como “centro democrático” – e dizia estar interessado em construir uma candidatura única para se contrapor a Bolsonaro e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

No início deste mês, no entanto, o União decidiu sair do grupo e anunciou que lançaria a pré-candidatura de Bivar, mesmo sem acordo com os outros partidos. O MDB e o Cidadania já anunciaram apoio à pré-candidatura de Simone Tebet e a tendência é que a cúpula do PSDB siga o mesmo caminho.

A iniciativa de não se aliar às outras siglas da terceira via ocorreu após pressão do Palácio do Planalto, que ameaçou retirar cargos controlados por dirigentes do União.

Bahia.ba

Postar um comentário

0 Comentários