Temer pede pacificação e menos intolerância na pré-campanha

Segundo ele, o Brasil está 'sob pena de perder-se no redemoinho de intolerância que vem guiando as lideranças políticas'

Foto: Marcos Correa/PR
Foto: Marcos Correa/PR

 

O ex-presidente Michel Temer (MDB) pediu neste domingo (22.mai.2022) pacificação no período de pré-campanha eleitoral. Segundo ele, o Brasil está “sob pena de perder-se no redemoinho de intolerância que vem guiando as lideranças políticas” no atual momento.

“Ataques e ameaças a adversários, a conquistas de governos anteriores e à ordem democrática, incluindo a desarmonia entre os Poderes, são, portanto, atentado à nossa Constituição e conduzirão o País ao precipício da falta de unidade e esperança”, escreveu Temer em artigo de opinião publicado no jornal O Estado de S. Paulo.

O emedebista defendeu no texto a recuperação do equilíbrio das contas públicas, a preservação do teto de gastos e da responsabilidade fiscal, além do cuidado do meio ambiente. Disse ainda que a reforma trabalhista é um avanço consolidado e absorvido pelos brasileiros e pelo mercado.

Bahia.ba

Postar um comentário

0 Comentários