Policiais militares do Rio de Janeiro começam a usar câmeras acopladas ao uniforme

Uso do equipamento durante operação em favelas não será permitido

Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil
Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil

 

Policiais militares do Rio de Janeiro começaram a usar câmeras filmadoras portáteis acopladas aos uniformes nesta segunda-feira (30). Na primeira etapa, os equipamentos serão usados em ações de patrulhamento por policiais de oito batalhões.

Na cerimônia de lançamento da operação, o secretário de Polícia Militar, coronel Luiz Henrique Marinho Pires, disse que as câmeras servirão para proteção dos policiais e da sociedade. “O equipamento vem para proteção, não vem para punir ou para vigiar ninguém, o equipamento vem proteger a tropa, proteger o nosso trabalho, proteger a sociedade.”

Segundo o governador do estado, Cláudio Castro, as câmeras, que serão usadas inicialmente pelas equipes de patrulha, vão ajudar a dirimir dúvidas sobre possíveis erros dos agentes de segurança, cujas ações muitas vezes são incompreendidas. Castro explicou que o uso da câmera faz parte de um processo de evolução da Polícia Militar que poderá esclarecer quando não é o policial que erra.

Operações em favelas

O governador disse que não há previsão para que unidades operacionais, incluindo a Polícia Civil, que fazem operações nas favelas, comecem a usar câmeras. Segundo Castro, isso colocaria o policial em risco.

Bahia.ba

Postar um comentário

0 Comentários