Após Doria Desistir, Aécio Diz Que PSDB Deve Ter Candidato

 

Foto: PSDB/George Gianni

Deputado defendeu que o partido tenha candidatura própria à Presidência da República

Após o ex-governador de São Paulo, João Doria, anunciar que estava desistindo de disputar a Presidência da República, o deputado federal Aécio Neves (MG) entrou em cena. Em suas redes sociais, o parlamentar defendeu que o PSDB deve ter uma “candidatura própria”.

A desistência de Doria foi anunciada por ele próprio nesta segunda-feira (23). Em um longo discurso, o tucano disse que estava saindo “de coração ferido e de alma leve”.


– Entendo que não sou o candidato da cúpula do PSDB, e aceito. Sempre busquei e continuarei buscando o consenso, ainda que ele seja contrário a mim. Saio de coração ferido e de alma leve – pontuou.

Para Aécio, no entanto, o ato obriga o PSDB a “reabrir a discussão sobre como vamos enfrentar as próximas eleições”. Ele então disse defender uma candidatura própria do partido e afirmou que a sigla “está em condições de analisar outros nomes da nossa legenda que possam liderar” a chamada terceira via.

Por fim, ele ressaltou que é preciso aproveitar os “últimos acontecimentos para reconstruirmos a unidade do PSDB em torno do único caminho que permitirá que o partido continue a cumprir sua trajetória em defesa do Brasil”.

Leia a íntegra do comentário de Aécio Neves:

A decisão do ex-governador João Doria de afastar-se da disputa presidencial obriga o PSDB a reabrir a discussão sobre como vamos enfrentar as próximas eleições.

Continuo defendendo, como sempre fiz, que tenhamos candidatura própria.

A partir da decisão do ex-governador paulista, o partido está em condições de analisar outros nomes da nossa legenda que possam liderar não só o PSDB, mas também importantes setores do centro democrático, nesse momento grave da vida nacional.

Lamento que a reunião da executiva nacional tenha sido adiada. Espero que possamos nos reunir o mais rapidamente possível para debatermos de forma clara e democrática os caminhos para o nosso futuro. O PSDB nunca teve dono e não será agora, nesse momento grave da vida nacional, que terá.


É hora de aproveitarmos esses últimos acontecimentos para reconstruirmos a unidade do PSDB em torno do único caminho que permitirá que o partido continue a cumprir sua trajetória em defesa do Brasil, ou seja, com uma candidatura própria à Presidência da República.

Do Contra Fatos

Postar um comentário

0 Comentários