Reunião Ampliada de Saúde Mental é marcado por formulação de políticas públicas e consolidação de mais ações para os alagoinhenses

 

Buscando promover um espaço de reflexão e debate para a análise, avaliação e formulação de políticas públicas para a consolidação de mais ações voltadas para a saúde física e mental dos alagoinhenses, foi realizada nesta segunda-feira (04) a Reunião Ampliada de Saúde Mental, organizada pela Secretaria de Saúde (SESAU) com o apoio da Comissão de Saúde da Câmara Municipal e do Conselho Municipal de Saúde.

Com o tema central “A política de saúde mental como direito: pela defesa do cuidado em liberdade, rumo a avanços e garantia dos serviços da atenção psicossocial no SUS”, o evento foi marcado pela apresentação de quatro eixos principais de discussões, divididos em: Eixo 1- Cuidado em liberdade como garantia de direito à cidadania apresentado pelo facilitador: Jordan Araújo, terapeuta Ocupacional do CAPS III; Eixo 2- Gestão, financiamento, for mação e participação social na garantia de serviços de saúde mental, com a facilitadora Layla Conceição, enfermeira do CAPS III; Eixo 3- Política de saúde mental e os princípios do SUS: Universalidade, integralidade e equidade, apresentado pela facilitadora Vallesca Chaves, enfermeira e coordenadora Técnica do CAPS III de Alagoinhas; e o Eixo 4- Impactos na saúde mental da população e os desafios para o cuidado psicossocial durante e pós pandemia com a facilitadora Paula Oliveira, psicóloga com atuação na área clínica e docência.

Para a Secretária de Saúde Laína Passos, trazer esse debate é de extrema importância. “É motivo de muita alegria estarmos hoje promovendo essa reunião ampliada, discutindo a rede de atenção psicossocial em nosso município, e por que não dizer também em nossa região de saúde, uma vez que Alagoinhas é polo de Micro e Macrorregiões de Saúde dentro do Estado da Bahia. Então estamos aqui para ouvir as demandas da população, dos usuários através da Secretaria Municipal de Saúde, do Conselho Municipal de Saúde, da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, dos trabalhadores do SUS , das diversas representações, e dos usuários do sistema único de Saúde no âmbito municipal”, conta.

A gestora explicou durante o evento a criação da Coordenação de Saúde Mental do Município. “Um dos passos importantes que nós demos no mês de fevereiro deste ano é a coordenação de saúde mental do município. Doutor Moacir Lira está fazendo essa coordenação e permeando todos os espaços, reunindo com profissionais nos diversos equipamentos de saúde e se aproximando da realidade do município para que venhamos juntos, “tecer a rede de atenção psicossocial municipal”, visando avançar na reestruturação da saúde mental dentro da em todos os pontos de atenção da rede”, afirma a secretária.


A vereadora e presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, Jucy Cardoso, que também se fez presente durante o evento, manifestou sua gratidão à iniciativa. ” É muito louvável essa atitude. Inclusive a fala da secretária é muito importante, muito simbólica e coerente, reconhecendo as fragilidades, mas mostrando claramente as ações que já tomou e está para poder resolver e fortalecer a Rede de Atenção à Saúde Mental do nosso município. Inclusive algo muito positivo que é a criação da coordenação de saúde mental. Algo inédito que mostra claramente que a gestão está sinalizando de forma planejada melhorar e resolver os problemas que estão colocados até então”, disse a edil.

O evento ainda contou com a apresentação cultural dos usuários do CAPS III Tom Brasil sob a regência do enfermeiro Paulo Marins. A mesa também foi composta pelo coordenador Municipal de Saúde Mental, dr. Moacir Lira de Oliveira; a representante do Conselho Municipal de Saúde, Vaitsa Santiago; e a representante de usuários do CAPS III, Rita leal.

Confira mais imagens:


Fotos: Roberto Fonseca/ SECOM

Postar um comentário

0 Comentários