Mais de 500 mil não sacaram o abono salarial

Saque deve ser feito até 29 de dezembro deste ano, de acordo com o mês de nascimento do beneficiário

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

 

Mais de meio milhão de trabalhadores brasileiros ainda não retiraram o abono salarial do PIS/PASEP 2022, referente ao ano-base 2020, no valor de até R$ 1,2 mil, ao qual têm direito este ano. Os saques, que começaram no dia 8 de fevereiro, seguem até 29 de dezembro deste ano, de acordo com o mês de nascimento do beneficiário.

Segundo o Ministério do Trabalho e Previdência, o montante é de R$ 523,2 milhões. Sendo:
• 157.575 abonos do PIS, somando R$ 133,4 milhões; e
• 403.498 abonos do Pasep, somando R$ 389,8 milhões

O PIS é destinado aos trabalhadores do setor privado, e pago por meio da Caixa Econômica Federal. Já o Pasep, destinado aos servidores públicos, é pago pelo Banco do Brasil.

Ao todo, o abono salarial será pago a mais de 24 milhões de trabalhadores – e 98% deles, segundo o ministério, já sacaram o benefício.

Quem tem direito?
Tem direito ao abono quem recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais com carteira assinada e exerceu atividade remunerada durante, pelo menos, 30 dias, no ano-base de pagamento.

É preciso ainda estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Como consultar
Para saber se tem direito e quando e quanto vai receber do abono salarial, o trabalhador pode ligar para o número 158 ou consultar a carteira de trabalho digital.

O trabalhador do setor privado também pode consultar a situação do benefício e a data de pagamento nos aplicativos Caixa Trabalhador e Caixa Tem.

Trabalhadores vinculados ao Pasep também podem fazer a consulta no link do Banco do Brasil. Há também a opção de ligar para a Central de Atendimento do BB (4004-0001, capitais e regiões metropolitanas, ou 0800 729 0001, interior).

Bahia.ba

Postar um comentário

0 Comentários