Petroleiros protestam em frente à Refinaria de Mataripe contra aumento dos combustíveis

Os baianos estão sofrendo mais com essas variações do que outros estados. A Acelen vende a gasolina que produz na Bahia mais barata para Pernambuco, Alagoas e Maranhão

Foto: Reprodução/TV Bahia


Um grupo realiza uma manifestação na manhã desta sexta-feira (25) em frente à Refinaria de Mataripe, em São Francisco do Conde, na Região Metropolitana de Salvador. O protesto interdita os dois sentidos da BA-523 e faz parte de um ato nacional, organizado pela Federação Única dos Petroleiros.

O ato é contra o aumento do preço do combustível, que tem chegado a R$ 8 o litro, nos postos, em algumas regiões da Bahia.

A Acelen, administradora da refinaria, disse estar acompanhando a manifestação e que está disponível para diálogo com o sindicato que representa os trabalhadores.

A empresa também informou que os preços dos produtos produzidos na refinaria seguem critérios de mercado, que consideram variáveis, como o custo do petróleo, adquirido a preços internacionais, e o dólar, que pode variar para cima ou para baixo.

No entanto, os baianos estão sofrendo mais com essas variações do que outros estados. A Acelen vende a gasolina que produz na Bahia mais barata para Pernambuco, Alagoa e Maranhão. A diferença média é de 10%.

Nesses outros estados, a Acelen disputa mercado com a Petrobras. Enquanto que aqui, a empresa já tem dominado este mercado, através da privatização da Refinaria de Mataripe, antiga Landulpho Alves.


Metro1

Postar um comentário

0 Comentários