Bandeira tarifária escassez hídrica é mantida até abril pela Aneel

Contas de energia seguem com a taxa extra de R$ 14,20 a cada 100 kWh

Foto: Reprodução/ EPTV
Foto: Reprodução/ EPTV

 

A bandeira tarifária de escassez hídrica está mantida para o mês de abril. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (25) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Com isso, as contas de energia seguem com a taxa extra de R$ 14,20 a cada 100 kWh.

Esta bandeira está em vigor desde setembro 2021, criada para compensar o aumento do custo de geração por conta da grave crise hídrica que o país enfrentava à época, que obrigou o acionamento de termelétricas.

Segundo o Operador Nacional do Sistema (ONS), quando a escassez hídrica foi anunciada, em agosto do ano passado, as térmicas respondiam por 29% da energia gerada no Brasil.

A tarifa extra vale para todos os consumidores conectados ao Sistema Interligado Nacional (SIN), com exceção dos moradores de Roraima, que estão fora do SIN.

A previsão é que a bandeira escassez hídrica tenha vigência até o fim de abril.

Havia uma expectativa de que, com a volta das chuvas e o aumento nos níveis dos reservatórios, a Aneel poderia antecipar o fim da bandeira mais cara.

No segundo semestre de 2021, os reservatórios das Usinas Hidrelétricas do Sudeste e do Centro-Oeste operavam com apenas 22,7% de sua capacidade de armazenamento. Sendo responsáveis por cerca de 70% da geração hídrica do país, os reservatórios atingiram os níveis mais baixos dos últimos 91 anos.

Tarifa Social
A Aneel também anunciou que para os consumidores dentro do programa Tarifa Social a bandeira tarifária permanece a verde, ou seja, não há acréscimos na tarifa para estes consumidores.

Bahia.ba

Postar um comentário

0 Comentários