Cotação do petróleo avança diante do conflito entre Rússia e Ucrânia

Alguns economistas já especulam a possibilidade do barril ultrapassar a marca de 120 dólares

Foto: Reprodução / Globo
Foto: Reprodução / Globo

 

Economistas alertam para o avanço na cotação do petróleo, diante da ameaça da Rússia de invadir a Ucrânia nos próximos dias. Depois de subir 54% em 2021, o preço do petróleo já avançou mais 18,2% em 2022 e, na última sexta-feira (11), o barril atingiu 95 dólares.

De acordo com o Jornal Estadão, a Rússia poderia, em meio a guerra, interromper o fluxo do produto, elevando assim a cotação da commodity. Alguns economistas já especulam a possibilidade do barril ultrapassar a marca de 120 dólares.

Com a expectativa de que haveria um aumento da oferta de petróleo na América do Norte e uma leve desaceleração na demanda, a economista Alessandra Ribeiro afirmou ao Estadão que projetava que o barril terminaria 2022 ao redor de US$ 65. “Esse patamar daria um bom alívio para a inflação.”

Seria uma queda de 16% na comparação com o valor registrado no fim de 2021. No entanto, o cenário mudou mais uma vez, e o efeito do petróleo na inflação e na atividade voltaram a se tornar uma preocupação para governos de todo o mundo.

Bahia.ba

Postar um comentário

0 Comentários