Moro rebate jornalista e diz que será candidato à Presidência mesmo sem decolar em pesquisas

Na reportagem, assinada pela jornalista Carolina Brígido, consta a informação que o ex-ministro de Bolsonaro deve sair candidato ao Senado, caso as pesquisas não indiquem 15% das intenções de voto à Presidência até fevereiro deste ano

Foto: José Cruz/Agência Brasil

O ex-juiz Sérgio Moro (Podemos) usou suas redes sociais para rebater uma publicação do portal UOL. Na reportagem, assinada pela jornalista Carolina Brígido, consta a informação que o ex-ministro de Bolsonaro deve sair candidato ao Senado, caso as pesquisas não indiquem 15% das intenções de voto à Presidência até fevereiro deste ano.

A reportagem indica que a manobra seria uma forma de garantir o foro privilegiado para se blindar de investigações do Tribunal de Contas da União (TCU). O ministro Bruno Dantas investiga a relação de Moro com o escritório Alvarez & Marsal, empresa que o contratou como consultor para trablhar nos Estados Unidos. A Alvarez & Marsal atuou como escritório judicial da Odebrecht, durante a Operação Lava-Jato liderada por Sérgio Moro. 

Listando em tópicos, o ex-juiz disse que "sou pré-candidato à Presidência, não ao Senado". Disse ainda que "sempre fui contra o foro privilegiado e não preciso de mandato". E completou afirmando que "não tenho receio de qualquer investigação, muito menos a de Ministro do TCU sobre fato inexistente".

Metro1

Postar um comentário

0 Comentários