Saiba como ajudar famílias vítimas das fortes chuvas no sul do estado

Estado tem 16 mil desabrigados pelas chuvas, mais de 19 mil desalojados, dois desaparecidos e 18 mortos

Foto: Jefferson Peixoto/Secom
Foto: Jefferson Peixoto/Secom

 

Famílias baianas seguem sofrendo com as fortes chuvas que estão atingindo o estado. Alguns pontos de coletas de donativos estão recebendo roupas, colchões, cobertores, alimentos, produtos de higiene e outros materiais para ajudar as famílias que estão em situação de risco no Extremo Sul e Sul da Bahia.

De acordo com os dados repassados pelos municípios e totalizados pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), na noite neste domingo (26), o estado tem 16 mil e um (16.001) desabrigados pelas chuvas, 19.580 desalojados, dois desaparecidos e 18 mortos.

A Bahia tem, neste momento, 72 municípios em situação de emergência reconhecida pelo Governo do Estado. Até sábado (25), 25 cidades faziam parte da lista, mas no domingo (26) o governador Rui Costa reconheceu outras 47 nesta condição. Do total de 72 cidades, 58 delas estão também em situação de crise por conta das enchentes.

Confira os pontos de arrecadação de donativos:

Itapetinga: Secretaria de Desenvolvimento Social, na Avenida Luiz Viana Filho, 231 – Morumbi.

Floresta Azul: Colégios da rede municipal, CRAS, Igreja Adventista Central e Salão Paroquial.

Itabuna: município está recebendo doações através de uma chave pix oficial da prefeitura. São elas o e-mail defesacivil@itabuna.ba.gov.br ou o CNPJ 14.147.490/0001-68. Além disso, doações podem ser transferidas para a conta do Banco do Brasil: 131740-7, agência 0070-1.

Itambé: Colégio ACM, Igreja Adventista (Centro e BN), vocacionário (em frente a rádio Luz), colégio Polivalente de Itambé.

Vitória da Conquista: INOCOOP 2, Rua E, número 8.

Itajuípe: município disponibilizou o contato (73) 98124-8493.

Itacaré: Secretaria de Assistência Social, atrás do Clube Municipal Pirajá, próximo à Praça São Miguel.

Coaraci: CEPLAC

Salvador: Piso L2 do Shopping Paralela, além das seses do Corpo de Bombeiros.

Bahia.ba

Postar um comentário

0 Comentários