Ao menos 17 cidades baianas perderam vacinas e medicamentos por causa da chuva

O levantamento feito pelo Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Saúde é preliminar e o número de cidades afetadas pode ser ainda maior

Foto: Governo da Bahia

Quase 30% dos municípios baianos foram afetados pelas fortes chuvas que atingem o estado desde o início do mês de dezembro. Destas, 100 já decretaram situação de emergência. Para além de todo o transtorno que as enchentes estão causando, as secretarias de Saúde de diversos municípios estão em alerta por mais um motivo: a perda de vacinas e medicamentos após os alagamentos.

O governador Rui Costa, em uma transmissão ao vivo, já havia dito na última terça-feira (28) que várias cidades do sul da Bahia perderam todas as medicações e vacinas. O Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Saúde da Bahia (Cosems-Ba) realizou um levantamento que confirmou a afirmação de Rui. Dados mostram que ao menos 17 cidades tiveram perdas de remédios, imunizantes, equipamentos ou insumos hospitalares por causa das enchentes.

No entanto, por ser um levantamento preliminar, o Consems-Ba acredita que esse número pode ser ainda maior. Segundo o órgão, diversos secretários municipais estão tendo dificuldade de se comunicar com a pasta e repassar informações.

Lista das cidades que sinalizaram perdas de medicamentos, vacina ou insumos:  
Itororó  
Jucuruçu 
Amargosa 
Jiquiriçá 
Laje 
Aratuípe 
Coaraci 
Itacaré 
Ilhéus 
Itabuna 
Canavieiras 
Pau Brasil  
Ipiaú 
Jequié 
Jaguaquara 
Valença 
Vitória da Conquista 

Metro1

Postar um comentário

0 Comentários